Seguidores

Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 24 de março de 2010

Resenha do livro “Não verás país nenhum” de Inácio Loyola Brandão

Por: Laís Jeller Selleti (15 anos)


Na vida, tudo parece muito igual, se você não repara nos detalhes, sua vida passa e você não vê, sua vida passa e você não ouve, sua vida passa e você não fala.

Se alguém morre, ninguém liga, jogam ao lado e seguem a “vida”. Se chamam isso de vida, eu já não sei, porque para mim, o seu nome é sobrevivência.

Cada dia é uma luta, cada dia que passa agradeço por ter sobrevivido, mas tenho medo que o amanhã não chegue.

A comida está sumindo, a água esta acabando, as pessoas estão morrendo, a seca esta cada vez mais perto e a morte cada vez mais presente nos olhos de quem sobrevive.

Se você pensa que isso só aparece em ficções, está enganado. Isso foi dito e um livro de Inácio Loyola Brandão, cujo título é “Não verás país nenhum”.

A história do livro se baseia na vida de Souza. Ele vivia sempre a mesma rotina, sempre lutando para sobreviver, igual ao resto da população.

Porém, um dia apareceu-lhe um furo em sua mão, que o fez perceber a realidade ruim que estava passando. Despertando sua atenção para os detalhes da vida, aprendendo a vê-la, ouvi-la e a questioná-la.

Assim pergunto: você está vivendo ou apenas sobrevivendo? Saiba que a vida é muito mais do que a luta.

Você é livre, ou pensa ser? Saiba que a vida é muito mais do que sonhar.

Você contribui para construir ou para destruir o planeta? Saiba que a vida é muito mais do que escolhas.

Você realmente se importa com suas atitudes? Saiba que a vida é muito mais do que suas ações.

Você realmente se importa com o mundo? Saiba que a vida dele depende de você.

Nenhum comentário:

SEJA BEM VINDO!

Realizamos atendimento educacional especializado, na sala de recursos, aos alunos que frequentam Ensino Fundamental/Ensino Médio e apresentam potencial de altas habilidades/superdotação. A participação deles nas atividades de enriquecimento extracurricular, em período contraturno, procura ir de acordo com as áreas de interesse, habilidades e necessidades específicas.

No ano de 2013, o atendimento na Sala de Recursos acontece em 5 ambientes disponibilizados pela escola (4 salas de aula e 1 salão de múltiplo-uso) e nos Laboratórios da UTFPR, nos 2 turnos (manhã e tarde/início da noite), onde trabalhamos com os seguintes grupos:

Grande Grupo (PUCPR);
Curiosidades em Física (PIBID/UTFPR);
Oficina “A Fotografia e a Câmera de Pinhole” (PIBID/UTFPR);
Oficina "Astronomia" (PIBID/UTFPR);
Literatura: Jane Sprenger;
Oficina de Programação em Arduíno (PET-CoCE/UTFPR);
Oficina de Programação em Robótica (PET-CoCE/UTFPR);

Mochilão Pelo Mundo (PIBID/UTFPR);

Fluxo de Consciência - Literatura Crítica e Produção (PIBID/UTFPR);

Projetos individuais - Antropo Inc. - Antropologia e a História da Tatuagem..

Blogonauta, contamos com a sua participação. Envie seus comentários e seja bem vindo ao blog da Sala de Recursos.

Paula Yamasaki Sakaguti, Fernanda Matsuda e André Ribas.

Nosso email: srah.sd@gmail.com